Nova sede e Livro Esmeralda estão entre as contribuições da gestão de Tarcísio Celestino à frente da ITA Destaque

Em três anos de gestão, o engenheiro Tarcísio B. Celestino deixou um legado importante para a Associação Internacional dos Túneis e do Espaço Subterrâneo (ITA). Formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), ele presidiu a ITA entre 2016 e 2019. Entre as principais contribuições da sua gestão, estão o fortalecimento das relações com a imprensa e a transferência da sede da ITA para Genebra. Outro destaque foi a produção e lançamento do “Livro Esmeralda”, uma espécie de manual das regras contratuais para a contratação de obras subterrâneas.

Fortalecimento das relações com a imprensa

Um dos primeiros feitos de Celestino na entidade foi aperfeiçoar o relacionamento com a imprensa. O engenheiro orientou a assessoria da ITA a monitorar o que a imprensa técnica dizia em relação à entidade, além disso deveria interagir regularmente com os jornalistas e veículos, tornando assim as informações mais acessíveis. 

A mudança veio após os veículos de imprensa  criticarem a forma como a ITA disponibilizava informações a eles. Mais importante ainda, um dos principais veículos de comunicação da indústria tuneleira, chegou a publicar, no início do mandato, matéria bastante crítica à organização da ITA, suas relações com a indústria, etc. Todos esses impasses foram superados, e ao final da gestão as avaliações foram todas muito positivas.

Nova sede

Outro ponto que contou com a participação do engenheiro foi a mudança de endereço da entidade. Hoje, a sede da ITA está dentro de um prédio que é patrimônio da ONU, localizado em Genebra, na Suíça.

Celestino destaca e se orgulha da boa relação entre a ITA e a Organização das Nações Unidas. Segundo ele, a ONU possui interesse no assunto obras subterrâneas porque sabe dos problemas crescentes nas grandes cidades e da importância que as obras subterrâneas têm, seja para aliviar enchentes ou melhorar o tráfego. 

A proximidade física entre ITA e ONU possibilita maior interação e facilita a conversa entre as entidades.

Livro Esmeralda

Planejado pelo Working Group 3 da ITA, que aborda o tema de Práticas Contratuais e que tinha à época Tarcísio B. Celestino como tutor, o Livro Esmeralda fornece diretrizes a respeito das práticas contratuais. O livro analisa quais peculiaridades devem ser levadas em conta para se elaborar o contrato de uma obra subterrânea.

O Livro Esmeralda é uma parceria entre a ITA e a Federação Internacional de Engenheiros Consultores, a FIDIC, respeitada mundialmente por ter contribuído com diretrizes contratuais para obras de engenharia.

O Livro Esmeralda é baseado no Livro Esmeralda 2017 da FIDIC, incorporando importantes peculiaridades de contatos para obras subterrâneas como o Geotechnical Baseline Report, obra de referência criada nos Estados Unidos da América. O livro faz uma descrição concisa e direta das características e do comportamento do maciço para a redação do contrato, de modo a reduzir ao máximo o risco de prejuízos tanto para o dono da obra quanto para o construtor. 

Para Celestino, o Livro Esmeralda é uma das grandes conquistas da ITA no período em que foi presidente, graças ao impacto positivo que ele deverá trazer para as obras subterrâneas.

Assista ao vídeo com a entrevista completa: